Trincomalee: A primeira ocupação britânica e a rendição definitiva dos neerlandeses

Fort Fredrick, Trincomalee, Sri Lanka. Autor Bel Adone. No Copyright

Escrito por Marco Ramerini.  Continuação de: A consolidação da presença neerlandesa 8.0 A PRIMEIRA OCUPAÇÃO BRITÂNICA E A RENDIÇÃO DEFINITIVA DOS NEERLANDESES Em Dezembro de 1780 o Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda declarou a guerra aos Países Baixos. A notícia chegou a Ceilão em junho de 1781 e algumas preparações foram feitas pelo governo da ilha para reforçar a defesa, tendo em vista ...

Read More »

Trincomalee: A consolidação da presença neerlandesa

Mapa do forte Oostenburg (1789-1790), Trincomalee, Sri Lanka. Autor Schenk

Escrito por Marco Ramerini. Tradução feita por João Bergmann Atrás: A tentativa francesa 7.0 A CONSOLIDAÇÃO DA PRESENÇA NEERLANDESA Este período de instabilidade resultou num grande decréscimo no volume do comércio em trânsito desde Trincomalee. Os números sobre este decréscimo são discrepantes, mas aparentemente nos primeiros dez anos de ocupação holandesa o comércio de roupas havia declinado de 480 mil ...

Read More »

Trincomalee: A tentativa francesa

Mapa de Trincomalee (1775), Sri Lanka. Jean-Baptiste d'Après de Mannevillette, Le Neptune Oriental, 1775

Escrito por Marco Ramerini. Tradução feita por João Bergmann Atrás: A nova ocupação neerlandesa e a reconstrução do forte 6.0 A TENTATIVA FRANCESA Um novo perigo ameaçava as possessões holandesas no Ceilão, e ele se materializou em março de 1672, na forma de uma grande frota francesa, sob o comando do almirante De La Haye. No período de 1665 a ...

Read More »

Trincomalee: A nova ocupação neerlandesa e a reconstrução do forte

Plano de Fort Trincomalee, feita pelo Chevalier de Suffren em agosto 1782

Escrito por Marco Ramerini. Tradução feita por João Bergmann Atrás: A conquista neerlandesa eo abandono do forte 5.0 A NOVA OCUPAÇÃO NEERLANDESA E A RECONSTRUÇÃO DO FORTE Durante os anos, que se seguiram, os neerlandeses aparentemente mantiveram apenas um pequeno posto-avançado na baía de Kottiyar1, mas isso não é fato comprovado. O que realmente se sabe é que em 1660 ...

Read More »

Trincomalee: A conquista neerlandesa e o abandono do forte

Fort Fredrick, Trincomalee, Sri Lanka. Autor Bel Adone. No Copyright.

Escrito por Marco Ramerini. Tradução feita por João Bergmann Atrás: A chegada dos dinamarqueses e neerlandeses e a construção do forte português 4.0 A CONQUISTA CONQUISTA NEERLANDESA E O ABANDONO DO FORTE O primeiro ataque dos neerlandeses contra os fortes portugueses do Ceilão foi dirigido à costa leste da ilha, onde os portugueses não eram tão fortes. O primeiro objetivo foi o ...

Read More »

Trincomalee: A chegada dos dinamarqueses e neerlandeses, e a construção do forte português

Mapa de Trincomalee por Antonio Bocarro (1635). Livro das Plantas de todas as fortalezas, cidades e povoaçoens do Estado da Índia Oriental (1635)

Escrito por Marco Ramerini. Tradução feita por João Bergmann Atrás: Os primeiros contatos com os portugueses 3.0 A CHEGADA DOS DINAMARQUESES E NEERLANDESES, E A CONSTRUÇÃO DO FORTE PORTUGUÊS A importância estratégica do controle sobre as baías e portos da costa leste do Ceilão ficou clara coma chegada dos primeiros contendores europeus aos mares da Ásia. Na verdade, o primeiro contato ...

Read More »

Trincomalee: Os primeiros contatos com os portugueses

Mapa de Sri Lanka (Ceilão) (1681). Robert Knox. An Historical Relation of the Island Ceylon.

Escrito por Marco Ramerini. Tradução feita por João Bergmann Atrás: Introdução 2.0 OS PRIMEIROS CONTATOS COM OS PORTUGUESES Um interesse inicial dos portugueses em relação a Trincomalee aconteceu no início da década de 1540. Tudo começou quando o rei de Kandy, Jayavira, seguindo conselho de Nuno Alvarez Pereira1, pediu ao governador português Martim Afonso de Souza para que ele abrisse ...

Read More »

A Herança da Língua Portuguesa no Oriente (Ásia)

Mapa da Ásia (1627). Autores Bertius; Danckerts; Tavernier. No Copyright

Escrito por Marco Ramerini. Tradução feita por Márcia Siqueira de Carvalho. Revisão do texto traduzido por Dietrich Köster. A língua portuguesa foi nos séculos XVI, XVII e XVIII a língua dos negócios nas costas do Oceano Índico em função da expansão colonial e comercial portuguesa. O português foi usado, naquela época, não somente nas cidades asiáticas conquistadas pelos portugueses, mas ...

Read More »

O forte português de Ternate

Ternate (1883-1889), Molucas, Indonésia. Autor Tropenmuseum of the Royal Tropical Institute (KIT). Licensed under the Creative Commons Attribution-Share Alike

Escrito por Marco Ramerini O forte Português de Ternate foi fundado por António de Brito, em 1522, a pedra fundamental da fortaleza foi posta para a festa de São João Batista, 24 de junho de 1522, o forte foi chamado de “São João Baptista de Ternate“. A parede exterior da fortaleza continha um espaço de 26 ou 27 braças (Português) ...

Read More »

Alemães no Brasil. 1824-2004: 180 Anos de Migração Alemã para o Brasil

Convento de São Francisco, Olinda, Pernambuco, Brasil. Autor e Copyright Marco Ramerini

Escrito por Dietrich Köster O sul do Brasil actual (os Estados do Rio Grande do Sul, de Santa Catarina e do Paraná) era uma zona em litígio durante o século XVIII entre as duas potências coloniais: a Espanha e Portugal. Em 1778 foi estabelecido um acordo entre estas nações resultando numa atribuição da costa do Golfo da Guiné, incluindo as ...

Read More »
banner
Close
Stay informed about Colonial Voyage