Ana Paula Ribeiro Tavares
Ana Paula Ribeiro Tavares

Ana Paula Ribeiro Tavares

por Dietrich Köster

Ana Paula Ribeiro Tavares é uma historiadora e poetisa angolana, que nasceu na cidade de Sá da Bandeira, hoje Lubango, situada na Província da Huíla, no sudoeste de Angola, a 30 de outubro de 1952.
Ela fez estudos no Instituto Superior das Ciências da Educação do Lubango.
Terminou os seus estudos com um Mestrado em Literaturas Africanas.
A sua área de actividade são a animação cultural e o ensino, a museologia, a arqueologia e a etnologia.
Ana Paula Ribeiro Tavares é considerada como a única poetisa do periodo da pós-independência de Angola – a independência ocorrida a 11 de novembro de 1975. Presentemente não reside em Angola, mas em Portugal, a antiga metrópole de Angola.
Ela está prosseguindo um doutorado em literatura e é à mesma vez docente da Universidade Católica de Lisboa.
Hoje em dia Ana Paula Ribeiro Tavares é conhecida pela sua obra de escritora e poetisa.

Obras a partir dos meados dos anos mil novecentos e oitenta

Obras importantes:
1985 Ritos de Passagem
1998 Sangue de Buganvilea
1999 O Lago da Lua
2001 Dizes-me Coisas Amargas como os Frutos
2004 A Cabeça de Salomé
2005 Os olhos do Homem que chorava no Rio (com Manuel Jorge Marmelo)
2007 Manual para Amantes desesperados

Dignos de menção são também os poemas:
Canto de Nascimento
Não conheço nada do País do meu Amado
Tratem-me com a Massa
Abóbora Menina
O Mirangolo
Amargos com os Frutos
História de Amor da Princesa Ozoro e do Húngaro Ladislau Magyar
A Mãe e a Irmã

A obra literária de Ana Paula Ribeiro Tavares recebeu influência de homens de letras do Brasil como Manuel Bandeira, Carlos Drummond de Andrade, Jorge Amado e João Cabral de Melo Neto.
Ana Paula Ribeiro Tavares leccionou durante o dia do 31 de maio de 2010 na Universidade de Colónia e recitou poemas da sua própria autoria.

banner
Close
Stay informed about Colonial Voyage