Fortaleza de São Miguel, Luanda, Angola. Autor e Copyright Virgilio Pena da Costa.
Fortaleza de São Miguel, Luanda, Angola. Autor e Copyright Virgilio Pena da Costa.

Fortalezas portuguesas de Luanda

This post is also available in: Inglês

Escrito por Marco Ramerini. Fotos por Virgílio Pena da Costa

A cidade de Luanda, capital de Angola, foi fundada pelo explorador Português Paulo Dias de Novais em 25 de janeiro 1576. A cidade foi nomeada pelo Portugueses como “São Paulo da Assumpção de Loanda”. Os Portugueses, nos anos seguintes, construiam três fortalezas: a Fortaleza de São Pedro da Barra (1618), a Fortaleza de São Miguel (1575) e o Forte de São Francisco do Penedo (1765-6). A mais bem preservada das fortalezas portuguesas de Luanda é a de São Miguel.

FORTALEZA DE SÃO MIGUEL

A Fortaleza de São Miguel, em Luanda, está localizada perto da ponte que liga a ilha de Luanda  (Restinga) para o continente, no alto do morro de São Paulo. A fortaleza tem uma planta complexa em forma poligonal com numerosos baluartes, e está em excelente estado de conservação.

Fortaleza de São Miguel, Luanda, Angola. Autor e Copyright Virgilio Pena da Costa.

Fortaleza de São Miguel, Luanda, Angola. Autor e Copyright Virgilio Pena da Costa.

O primeiro forte foi construído pelo primeiro governador Português de Angola Paulo Dias de Novais em 1575. Foi o primeiro forte a ser construído em Luanda, no século XVI, o forte foi primeiro construído em taipa e adobe (material de construção natural feito de areia, argila, água e algum tipo de material fibroso ou orgânico), substutuídos mais tarde, por argila, taipa e adobe.

A fortaleza foi restaurada e reforçada em 1634 quando os portugueses temerosos de um ataque holandês reconstruíram as defesas da cidade. No entanto, a cidade de Luanda e a fortaleza de São Miguel foram ocupadas pelos holandeses em 1641, que, durante o período de ocupação, que durou até 1648, renomearam a fortaleza Fort Aardenburg.

O aspecto actual da fortaleza datada do século 17, quando sob o governo de Francisco de Távora (1669-1676), a fortaleza foi reconstruída em alvenaria, sendo ser completada com um baluarte e duas cortinas. Hoje, a fortaleza, abriga o Museu das Forças Armadas.

banner
Close
GDPR
EU laws require that we request your consent to the use of cookies. We use cookies to ensure that our site works properly. Some of our advertising partners also collect data and use cookies to publish personalized ads.




Subscribe to our YOUTUBE channel: