Fortaleza de São Miguel, Luanda, Angola. Autor e Copyright Virgilio Pena da Costa.
Fortaleza de São Miguel, Luanda, Angola. Autor e Copyright Virgilio Pena da Costa.

Fortalezas portuguesas de Luanda

This post is also available in: Inglês

Escrito por Marco Ramerini. Fotos por Virgílio Pena da Costa

A cidade de Luanda, capital de Angola, foi fundada pelo explorador Português Paulo Dias de Novais em 25 de janeiro 1576. A cidade foi nomeada pelo Portugueses como “São Paulo da Assumpção de Loanda”. Os Portugueses, nos anos seguintes, construiam três fortalezas: a Fortaleza de São Pedro da Barra (1618), a Fortaleza de São Miguel (1575) e o Forte de São Francisco do Penedo (1765-6). A mais bem preservada das fortalezas portuguesas de Luanda é a de São Miguel.

FORTALEZA DE SÃO MIGUEL

A Fortaleza de São Miguel, em Luanda, está localizada perto da ponte que liga a ilha de Luanda  (Restinga) para o continente, no alto do morro de São Paulo. A fortaleza tem uma planta complexa em forma poligonal com numerosos baluartes, e está em excelente estado de conservação.

Fortaleza de São Miguel, Luanda, Angola. Autor e Copyright Virgilio Pena da Costa.

Fortaleza de São Miguel, Luanda, Angola. Autor e Copyright Virgilio Pena da Costa.

O primeiro forte foi construído pelo primeiro governador Português de Angola Paulo Dias de Novais em 1575. Foi o primeiro forte a ser construído em Luanda, no século XVI, o forte foi primeiro construído em taipa e adobe (material de construção natural feito de areia, argila, água e algum tipo de material fibroso ou orgânico), substutuídos mais tarde, por argila, taipa e adobe.

A fortaleza foi restaurada e reforçada em 1634 quando os portugueses temerosos de um ataque holandês reconstruíram as defesas da cidade. No entanto, a cidade de Luanda e a fortaleza de São Miguel foram ocupadas pelos holandeses em 1641, que, durante o período de ocupação, que durou até 1648, renomearam a fortaleza Fort Aardenburg.

O aspecto actual da fortaleza datada do século 17, quando sob o governo de Francisco de Távora (1669-1676), a fortaleza foi reconstruída em alvenaria, sendo ser completada com um baluarte e duas cortinas. Hoje, a fortaleza, abriga o Museu das Forças Armadas.

banner
Close
Stay informed about Colonial Voyage